Sua região é

 

Encontre tudo o que você precisa para sua casa no hagah. Decoração, arquitetura, jardinagem, construção, segurança, móveis e muito mais em Porto Alegre e no RS.

 

Notícias

Construção e reforma

Iluminação natural em casa traz sofisticação e economia



Compartilhar

Está comprovado que o sol em doses moderadas faz muito bem à saúde. Investir em uma iluminação natural para a casa, portanto, traz grandes vantagens ao nosso bem-estar. Também ao bolso e ao planeta, economizando eletricidade e seguindo princípios sustentáveis. Além disso, recursos como peles de vidro, janelas de mansarda, bay windows, entre outros, dão charme e sofisticação ao lar.

Conheça os principais recursos arquitetônicos que valorizam a luz natural:


Peles de Vidro
São grandes paredes de vidro. Estas peles tem amplo uso nos edifícios comerciais envidraçados. Nestes prédios, alguns vidros podem ser janelas, aproveitando também para ventilação. O arquiteto Francisco Humberto Franck conta que gosta de usar as peles de vidro também em residências:


- Eu costumo usar um conceito de projeto de residência moderno, praticamente todo em vidro. Então, entra luminosidade praticamente o dia inteiro.

Mas como tudo na vida, o amplo uso do vidro tem suas vantagens e desvantagens. Durante o inverno, as peles de vidro tornam o ambiente em que estão instaladas uma estufa natural. Porém, no verão, exigem um ar-condicionado mais potente. Também deve haver o cuidado de escolher o vidro certo e em alguns casos construir brises (ver abaixo). Franck explica que é necessária uma proteção para que entre a claridade mas não o sol direto.


O vidro deve temperado ou laminado – proteções que filtram os raios solares e conferem maior resistência, filtram o calor, e ajudam a evitar danos aos móveis e estofados. Pode ser transparente, fumê, verde ou azul, e ainda os espelhados, que durante o dia conferem maior discrição, já que não permitem visibilidade de fora para dentro. Franck enfatiza que à noite qualquer vidro é transparente em ambos sentidos. Para resguardar a privacidade, cortinas ou persianas resolvem. O arquiteto revela sua preferência:


- Os vidros verdes dão um refinamento na casa, se bem aplicados valorizam mais o projeto da residência.


Brises
Brise-soleil, na tradução literal do francês seria quebra-sol, mas no Brasil é chamado apenas de brise. Este elemento é utilizado na parte exterior da construção e permite o controle da incidência de luz solar. Mais encontrado em forma de lâminas de alumínio, que podem ser móveis ou não, o brise pode ser também de ferro, madeira ou concreto. Além de ser um elemento moderno, conferir uma estética diferenciada, é importante para a climatização. Seu uso reduz a necessidade e potência do ar-condicionado, controlando o consumo de energia.


- Usamos intervalos de 20 a 30 cm entre estas lâminas, um pouco inclinadas, elas não permitem que o sol, mas sim que a claridade entre. E é possível ter uma vista de dentro para fora, mas não de fora para dentro.


Franck complementa que este recurso é muito útil para fachadas oeste, onde bate sol por boa parte da tarde.



Tijolo de Vidro
A grande vantagem do tijolo de vidro é que, além de permitir a iluminação, ele dá segurança.  É feito de um vidro laminado e temperado, material que revela a sinuosidade dos objetos, mas não dá transparência. Pode ser aplicado internamente, como grandes paredes de vidro em escadarias valorizando-as, em divisórias entre banheira e box, ou nos ambientes externos, como em fachadas.


- Hoje em dia o que realmente está na moda é o vidro, pois a gente busca mais a transparência. Há um certo preconceito com o tijolo de vidro. Ele é muito bonito, mas tem que ser muito bem colocado - enfatiza o arquiteto.


Porta-balcão
É a porta de correr, esquadrias de aço, alumínio ou madeira. Normalmente possuem venezianas e são instaladas em cômodos com acesso a varandas, sacadas ou jardins.Porta-balcão

Nesta casa projetada por Bia da Camino é visivel a preocupação coma iluminação natural através do amplo uso de janelas e portas-balcão


Janelas de mansarda
São utilizadas para aproveitar o espaço do telhado para um sótão. A arquiteta Bia da Camino aponta as orienta as vantagens das janelas de mansarda:


- Além de dar charme e toque europeu à construção traz iluminação e ventilação natural ao ambiente.janela de mansarda

Exemplo de janela de mansarda em projeto de Bia da Camino


Bay Windows
São janelas salientes, projetadas para fora da construção, inspiradas na arquitetura vitoriana. Nos espaços onde são instaladas criam a ilusão de amplitude por aumentar a entrada de luz natural.Bay window
Exemplo de bay window


 
Iluminação Zenital
Quando se fala em iluminação zenital refere-se a todo tipo de iluminação que vem de cima – zênite, que significa o ponto mais elevado que se pode atingir. Surgiu como alternativa para locais amplos, onde janelas não são suficientes para fornecer luz natural. Há varios tipos de iluminação zenital. Os mais usados em residências (para último piso) ou apartamentos (exclusividade das coberturas) são teto solar, claraboias e poços de luz.

Policarbonato
O policarbonato é outro material, além do vidro, que proporciona transparência. Basicamente utilizado para coberturas, e não para fechamentos verticais. Utilizado basicamente em coberturas de áreas externas, como por exemplo, na área de um deque, como proteção de um portão, e teto de piscinas térmicas. Pode ser aplicado também em interiores, como na cobertura de um jardim de inverno ou até sobre a sala de jantar ou estar. Mas, o arquiteto Francisco Franck alerta para segurança:


- Deve haver um cuidado em usar o policarbonato na cobertura em espaços internos porque não é um material muito seguro, tem de ser em um telhado de difícil acesso, por causa do risco de arrombamento. Neste caso, usaria o vidro no lugar do policarbonato.


Claraboia
Costuma ser mais estreita que um teto solar. Deve-se ter cautela quanto à questão térmica, pois essas podem promover um aumento desagradável da temperatura do ambiente construído. A arquiteta Bia da Camino indica:

- Vidro leitoso ou jateado são alternativas para diminuir o calor.

Para instalar a clarabóia é necessário que o teto já tenha sido projetado com vãos. A menos que o teto seja de madeira, neste caso é possível realizar uma reforma.


- Do contrário, não é aconselhável mexer em estruturas de lajes de concreto.


Claraboia tubular ou poços de luz
A iluminação obtida através da claraboia no nível do telhado é canalizada até uma abertura do teto. A luz do sol reflete nas laterais do tubo ou poço e chega enfraquecida até o ambiente. Quanto mais profundo e estreito menos iluminação terá.
Bia conta que este tipo de recurso é muito utilizado em lavabos, principalmente entre banheiros de prédios, ou em situações em que não há espaço para janelas – as normas indicam que se deve ter ao menos 1,5 para poder instalar uma janela.

Cúpula ou Domo
É como uma abóbada. Feita de vidro ou acrílico de forma esférica.Domo

Exemplos de domos da JPD Intertrade


Teto solar
Há dois tipos de instalação de teto solar:  janelas de vidro no telhado e coletor solar para aquecimento de água. Apesar de ter uma instalação dispendiosa, o uso de placas de captação do sol, combinadas com reservatório térmico (Boiler) são exemplo de arquitetura sustentável, que significa grande economia de eletricidade. Placas de captação solar Soletrol

Placas de captação solar e esquema de aquecimento de água da Soletrol
Para instalar este tipo de teto, a primeira ação que se deve fazer é verificar a orientação solar.

- Se não pega sol, não tem porque instalar teto solar, tem que ver também a relação custo-benefício, qual seria o melhor local da casa -  explica o arquiteto Cláudio Nuss.

Ele pondera que deve haver o cuidado de não instalar janelas de vidro em telhados que haja a entrada de iluminação direta, o que tende a prejudicar móveis em madeira e estofados. É importante ter atenção às condições do telhado e do forro, e da altura do pé direito da residência. Às vezes é necessário trocar telhas.


Francisco Franck dá exemplo do uso de janelas no telhado:


- Em uma reforma que fiz, o banheiro tinha uma janela muito pequena, e a localização permitia o uso de luz natural. Então, criei uma janela no telhado inclinado. A luz natural entra em cima da banheira e não tem como estragá-la, pois é de vidro laminado.
Janela no telhado do banheiro

Janela no telhado do quarto Exemplos de uso de janela em telhado em projetos de Francisco Franck

Jardim Interno
Alternativa muito interessante para casas que não possuam um recuo lateral ou que sejam muito compridas. Cria-se um ambiente externo dentro da casa, com plantas, o que facilita a captação de luz. A intenção é não cobrir o local para favorecer a ventilação e abastecimento natural para a vegetação. Portas de vidro fecham este ambiente verticalmente.

Jardim de inverno Jardim interno projetado por Bia da Camino

HAGAH RS

Comentários

Dorival Ungaro

Denuncie este comentário

Olá, Apesar de todo o conhecimento, o aproveitamento da luz natural foi deixado de lado por um longo período da história. A revolução Industrial e os novos métodos de trabalho trouxeram a expansão de novas fontes artificiais. Com o surgimento da lâmpada incandescente e, posteriormente, da lâmpada fluorescente, a iluminação natural ficou em segundo plano nos edifícios residenciais e comerciais. Por outro lado, após as duas grandes guerras, a crise na questão energética ficou iminente, cujo ápice se deu em 1973 com a grande crise do petróleo. Em função disso, medidas de racionamento do consumo de energia foram potencializadas, bem como cresceu a preocupação mundial em relação aos recursos naturais. Renováveis e não renováveis Um elevado potencial de economia de energia pode ser alcançado com a utilização da iluminação natural como fonte de luz para iluminar os ambientes internos. Além do potencial de economia, a iluminação natural possui outros benefícios insubstituíveis, tais como: Melhoria no conforto com miminização de consumo energético; Bem-estar dos indivíduos com aumento de produtividade; Ótima reprodução das cores naturais. Veja mais em: WWW.luminar.ind.br Contatos: 011-2296-8029/9931-0950 Atenciosamente, Dorival Ungaro

Mapa do Site | Dúvidas Frequentes | Fale com o hagah | Anuncie

© 2006 - 2013 hagah.com.br

Todos os direitos reservados

Grupo RBS